TOP
África do Sul Viajando em Casal

“Adaptação à África do Sul”

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

O bate-papo de hoje é com a Polyanna Rocha. Ela morou 5 anos na África do Sul, mas acabou tendo que mudar para França devido a umas burocracias sul-africanas. Ela está cheia de histórias para contar. Por isso, a convidei para abordar diversos assuntos. Hoje, ela fala um pouco como foi sua adaptação à África do Sul: principal desafio, emprego, vida social, e muito mais.

Dá uma olhada no vídeo da na nossa entrevista abaixo:

 

O QUE FAZIA ANTES DE MORAR FORA?

Apesar de ser de Maceió, ela havia se mudado para São Paulo já há 5 anos para trabalhar com jornalismo, sua formação. Foi por lá que ela conheceu Guillaume, seu marido atualmente.

 

PORQUE MORAR NA ÁFRICA DO SUL?

A ideia de morar fora surgiu quando Guillaume recebeu uma proposta para trabalhar na África do Sul.

Na época, eles eram namorados e, conversando sobre o assunto,  Guillaume explicou que se ele continuasse no Brasil, conseguiria crescer dentro da empresa, mas gostaria muito de ter uma experiência fora.

Pensando sobre a proposta, Polyanna colocou vários fatores na balança:

  • sempre teve o sonho de morar fora;
  • queria ter uma experiencia internacional;
  • teria chance de aprimorar seu inglês e, com isso, crescer profissionalmente;

Percebeu que o pior que poderia acontecer era voltar para casa dos pais. E isso ocorresse, ela voltaria com uma experiência maior, mais rica profissionalmente. Foi então, que decidiu embarcar nesta nova jornada.

“E ai eu falei: Vamos embora! Só me falar o horário, quantos quilos na bagagem e a data do voo.”

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

PRINCIPAL DESAFIO NA ADAPTAÇÃO À ÁFRICA DO SUL

Chegando a Cidade do Cabo, percebeu que seu nível de inglês era muito básico.

Polyanna explica, que por não dominar a língua local, chegou a perder um pouco de sua personalidade.

Em alguns momentos, relatou ter ficado sem sua essência. Normalmente ela é muito falante e comunicativa, mas devido a essa barreira, estava com dificuldades para se expressar.

Ela diz, que seu inglês era suficiente para pedir comida em um restaurante, mas fraco para o meio corporativo.

Foi então, que decidiu fazer um curso. Colocou como meta, estudar inglês até o momento que estivesse confortável para fazer uma entrevista e se comunicar no trabalho.

 

EMPREGO NA CIDADE DO CABO

Assim que terminou o curso e se sentiu pronta para entrar no mercado de trabalho, ela engravidou.

Devido ao novo cenário, Polyanna decidiu trabalhar como jornalista freelancer na África do Sul e também no Brasil, escrevendo para revistas e jornais.

Ela conta, que se sentia confortável para entrevistar em Inglês e, devido a seus contatos com diretores de revistas e jornais, isso acabou ajudando muito.

Após o nascimento de seu filho, ela começou a trabalhar em uma empresa de publicação educacional como assessora de imprensa. Mas foi o turismo que lhe abriu as portas.

Polyanna começou a trabalhar para uma empresa de turismo sul-africana escrevendo sobre 13 países na África. Ela pesquisou a fundo sobre todos os destinos e suas atrações turísticas.

Devido a ter criado novos roteiros, traduzido roteiros anteriores e ajudado na construção do site da empresa, surgiu a oportunidade de trabalhar como consultora de vendas de pacotes de turismo para África.

Ela conta, que teve uma experiência muito legal e acabou se apaixonando por isso. Hoje, mesmo morando na França, continua trabalhando com turismo pela África.

“Eu sai da África, mas a África não saiu de mim.”

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

VIDA SOCIAL NA CIDADE DO CABO

Polyanna explica que não teve dificuldade para fazer amigos em Cape Town.

Ainda no Brasil, ela buscou comunidades de brasileiros na África do Sul através do facebook.

Nestas comunidades, ela conheceu a Carol, uma brasileira que deu várias dicas úteis sobre a vida por lá.

Ela explica, que por conta dessas informações, ela foi mais preparada e, no final das contas, ela e Carol se tornaram grandes amigas.

Polyanna conta, que fez amizades muito rápido. Todo o final de semana ela encontrava com brasileiros.

“Em cinco meses eu já estava me sentindo em casa”

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

ALIMENTAÇÃO

Polyanna conta, que a comida é muito boa e para todos os gostos. E, para quem gosta de frutos do mar como ela, tem bastante opção.

“adaptação à África do Sul em relação a comida foi fácil”

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

QUALIDADE DE VIDA

Para Polyanna, a Cidade do Cabo é uma cidade completa com uma ótima qualidade de vida, o que facilita a adaptação à África do Sul. Ela explica que:

  • O ensino é muito bom. Tem universidades muito boas por lá.
  • O custo de vida é aproximadamente 30% menor do que no Brasil.
  • Há uma diversidade de belezas naturais.
  • Além de diversos outros aspectos.

Adaptação à África do Sul (cidade do cabo)

E ai pessoal, curtiram esse bate papo com a Polyanna? Fica de olho, se inscreve no Canal do Fora Morar Fora no Youtube, porque vem mais história dela por ai.

Nos próximos vídeos ela vai explicar como foi a gravidez dela na África do Sul, a burocracia para o casamento, a renovação do visto e o porquê que ela teve que se mudar para França.

Se quiser saber mais sobre o país, dá uma olhada no artigo:
TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA IR MORAR NA ÁFRICA DO SUL

Um beijo enorme e até a próxima.


Sequência de entrevistas com a Polyanna para o Bora Morar Fora:


 

Tags:      

«
»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *