TOP
África do Sul Viajando em Casal

“Burocracia para casar na África do Sul”

Burocracia para casar na África do Sul (Cape town)

Nesta continuação da minha entrevista com a Polyanna Rocha, ela conta como foi a burocracia para casar na África do Sul. Ela relata, sobre as dificuldades que teve com o consulado brasileiro na Cidade do Cabo e dá dicas para quem pretende se casar por lá.

Se você ainda não assistiu o vídeo anterior sobre a adaptação de Polyanna a África do Sul, clique aqui!

Dá uma olhada no vídeo da 2ª parte da nossa entrevista abaixo:

 

CONSULADO BRASILEIRO

Polyanna conta, que casar na África do Sul foi uma novela.

Ela explica, que o casamento poderia ser feito pelo Consulado brasileiro em Cape Town. Porém, na época (2013), acha que o consulado nunca havia feito um casamento por lá, ou pelo menos, não tinha experiência.

Quando foi pedir informação, eles disseram que ela deveria ir ao Home Affairs, órgão sul-africano que realiza casamentos.

Ela chegou a informar, que eles tinham direito de casar no consulado por serem brasileiros, mas eles disseram que não realizavam a união.

“Eles passaram uma informação muito errada.”

Burocracia para casar na África do Sul (Cape town)

HOME AFFAIRS

Chegando ao Home Affairs, Polyanna falou que foi tudo muito confuso. A cada dia eles passavam uma informação diferente.

Ela explica, que uma solução seria voltar ao Brasil para casar. Porém, ela estava grávida de 7 meses, o que era um impeditivo para pegar qualquer voo.

“Não foi fácil casar na África do sul, muita burocracia.”

 

MUDANDO O NOME

Polyanna explica, que queria incluir o sobrenome de Guillaume, seu marido.

No momento de casar, o Home Affairs deu a opção de alterar e incluir o novo sobrenome. Ela fez todo o processo corretamente para que isso acontecesse.

Chegando ao Consulado, eles não reconheceram a mudança.

Quando o casamento é feito na África do Sul, automaticamente se faz uma nova identidade, e é nessa identidade que parece o nome do marido.

Como Polyanna não era cidadã e nem residente da África do Sul, ela conta que não tinha direito a requerer essa identidade. Com isso, o consulado brasileiro não reconheceu o documento e por isso não alterou seu sobrenome.

Hoje, se Polyanna quiser mudar seu nome, e incluir o de Guillaume, teria que entrar com um recurso na justiça brasileira. Devido a todo cansaço do processo e a ter um custo envolvido, ela ainda não fez a alteração.

 

CASAMENTO

No final, apesar das informações desencontradas e de ter ficado sem o sobrenome do seu marido, Polyanna conseguiu realizar o casamento e fez sua tão sonhada comemoração na França.

Ela acabou optando por lá, pois Guillaume é franco-brasileiro. A família e amigos da faculdade dele são de lá.

Burocracia para casar na África do Sul (Cape town)

DICA PARA QUEM PRETENDE CASAR NA ÁFRICA DO SUL

Polyanna explica, que para quem pretende casar hoje na África do Sul, o sistema já está bem diferente e melhor. O consulado já está fazendo esse trabalho.

Uma informação importante que ela cita durante a entrevista é de conhecer as leis do país a fundo, pois cada lugar tem suas regras.

Como exemplo ela conta o caso de poligamia, que é permitido na África do sul. O próprio presidente tem várias mulheres.

“No meu caso o Consulado não conseguiu me ajudar, mas depois eles até pediram desculpas, pois poderiam ter feito de outra forma.”

Burocracia para casar na África do Sul (Cape town)

E ai pessoal, curtiram essa parte do bate papo com a Polyanna? Fica de olho, se inscreve no Canal do Fora Morar Fora no Youtube, porque vem mais história dela por ai.

Nos próximos vídeos ela vai explicar como foi a gravidez dela na África do Sul,  a renovação do visto e o porquê que ela teve que se mudar para França.

E não se esqueça! Eu ainda ofereço um e-book GRATUITO sobre “Os 7 maiores mitos que te impedem de ir morar fora“, clique aqui para baixar o seu!

Um beijo enorme e até a próxima.

 


Sequência de entrevistas com a Polyanna para o Bora Morar Fora:


 

Tags:     

«
»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *