TOP
Nômades Digitais Viajando em Casal

“Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades”

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

Na primeira parte da nossa história, eu, Taíssa Souza, junto com Ian Borges, contamos um pouco como era nossa vida antes de nos tornarmos nômades digitais, e como foi para largar o mundo corporativo e embarcar nesta nova jornada. Hoje, vamos falar sobre as nossas principais dificuldades e como a gente continua lidando com elas.

Se você ainda não assistiu as partes anteriores, clique nos links abaixo para acessa-las:

Dá uma olhada no vídeo da segunda parte da nossa entrevista abaixo:

 

DIFICULDADES IAN BORGES

PRIMEIRO PASSO

Ian conta que sua maior dificuldade foi dar o primeiro passo. Mudar o “mindset” para pedir demissão e entrar nesta jornada.

Ele explica que saiu totalmente da sua zona de conforto pois fez muitas mudanças ao mesmo tempo. Abaixo, algumas citadas durante a entrevista:

  • Pediu demissão;
  • Adotou o nomadismo digital;
  • Mudou de casa;
  • Começou a viajar pelo mundo;
  • Iniciou uma vida nômade em casal.

Diz que é muito difícil e importante desenvolver a mente para essa nova etapa.

São muitas inseguranças e incertezas que exigem uma alta flexibilidade para as situações que vão aparecer e não há como controlá-las.

Assim que pediu demissão, sentiu um alívio absurdo, mas explica que o processo não foi simples.

Além de trabalhar a mente, esse movimento exigiu bastante planejamento.

Foi importante ter clareza de que deveria reorganizar suas finanças para o novo estilo de vida, assim como fazer economias para segurar a barra caso algo acontecesse.

“Não há uma fórmula exata, cada um tem seu “timing“.”

Ian conta que agora é muito fácil olhar para trás e perceber que ter dado o primeiro passo fez muito sentido.

Graças a essa decisão, hoje conseguimos conquistar grandes sonhos em nossas vidas.

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

ENCONTRAR UMA ROTINA

Se adaptar a nova realidade foi complicado.

Ian explica, que por não ter uma rotina com a necessidade de acordar cedo para estar no trabalho, foi fácil derrapar.

“Não há mais a necessidade de ir para o escritório de 09h as 21h.”

Ele conta que foi difícil encontrar o “sweet spot entre a produtividade, para se dedicar ao novo projeto, e a vontade de curtir o que a viagem tinha para oferecer.

Diz que é fácil procrastinar, ficar perdido entre o sentimento de estar de férias e o de “dar o gás” para trabalhar.

Segundo Ian, ele passou por um período de aprendizado até encontrar a rotina ideal. E explica que não há uma fórmula específica, cada um tem a sua.

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

DISTÂNCIA DA FAMÍLIA E AMIGOS

Outra dificuldade para ele foi a distância dos amigos e da família. Mas apesar do fuso desafiador, Ian explica que o “WhatsApp“, o “Skype” e “Facetime” acabaram minimizando e facilitando o dia a dia com o pessoal.

Ele diz que, particularmente, a distância do Haole, nosso cachorrinho, e do Gui, nosso sobrinho, tem sido complicada. Mas estamos nos preparando para levar o Haole nos próximos destinos.

“São duas pecinhas que fazem muita falta no nosso dia a dia.”

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

 

DIFICULDADES TAÍSSA SOUZA

INFORMAR MINHA FAMÍLIA

Comuniquei minha família que pedi demissão do emprego, para seguir o Ian nesta nova etapa como nômade digital.

Meu pai ficou chateado por não ter sido envolvido no processo de tomada de decisão. Tê-lo magoado, me deixou bem triste.

Hoje, consigo entender que sua intenção era a melhor possível.

As pessoas que nos amam, estão preocupadas com nosso bem estar. Preocupadas em como as decisões de hoje vão refletir em nosso futuro.

É muito importante aprender a apreciar esse cuidado, sem deixar que isso nos impeça de seguir em frente com nossos objetivos.

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

SAIR DO EMPREGO

Comecei a trabalhar cedo, ajudando meus pais. Sempre trabalhei e gosto muito de ser útil.

A decisão de largar o ambiente corporativo e me jogar em algo que eu não sabia muito bem onde ia dar, foi um super desafio.

Diferente do Ian, que ao sair da L’Oréal começou a trabalhar remotamente no novo projeto de “startup”, eu não tinha ideia do que iria fazer.

Foram meses de busca. Fiz cursos sobre propósito de vida e muitos, muitos, bate papos com o Ian para enfim, descobrir que dava para unir minha paixão por viagens com a minha curiosidade de saber como era a vida de brasileiros que optaram viver fora.

Foi assim que surgiu a ideia de criar o Bora Morar Fora. Um blog que ajudasse as pessoas a realizar o sonho de morar fora através de entrevistas com brasileiros que já haviam tomado essa decisão.

Eu sempre busquei muitas informações em blogs e sites, mas senti que faltava uma página com relatos por vídeo de pessoas reais, que decidiram embarcar nesta jornada.

Estou me divertindo e aprendendo muito com cada entrevista. =)

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

SAUDADE DOS MEUS “PEQUETITOS”

Minha terceira dificuldade foi durante a viagem. Eu morro de saudades do Haole e do Gui. Graças a Deus, com o Gui eu falo toda semana. Ele só tem 4 anos, mas conversamos muito por video conferência.

Infelizmente, com o Haole é muito difícil ter essa troca. Sinto tanta falta que chega a doer.

Como se tornar um Nômade Digital: Dificuldades

Estão gostando do bate papo? Não deixa de curtir a página do Bora Morar Fora no Facebook e de se inscrever no Canal do Youtube para ser avisado assim que sairem as próximas partes e outras novidades. =)

E se você quiser saber mais sobre o Ian e de que forma ele pode te ajudar a se tornar um nômade digital, clique aqui!

 


Sequência da nossa história: Como se tornar um nômade digital.


 

Tags:    

«
»

4 COMMENTS

  • alice on agosto 9, 2017

    Estou adorando essa serie de posts pra conhecer mais da sua propria jornada :)) gratidao por compartilhar conosco e por esse portal de expansao de ideias e oportunidades!
    eu ja fui au pair e nanny em londres e estou indo para minha 2 experiencia como au pair na belgica! adorando acompanhar as experiencias dos conterraneos por aqui e sonho em um dia viver na australia! 😀
    beijos e abraços

    Reply
    • boramorarfora on agosto 9, 2017

      Oii Alice.. Tudo bem?
      Nossa muito obrigada pelo seu comentário! Super legal ver que você está conectando com a nossa história! =)
      Carambaaa.. você é super viajada! O que acha de me dar um relato sobre sua vida de Au Pair em Londres? Vou adorar saber!
      Se você topar. Me manda um e-mail através de taissa@boramorarfora.com.br
      Muito bom te ver por aqui! Vai ser um prazer relatar sua jornada!
      Beijo enoooorme! =)

      Reply
  • Érica Scorzello on agosto 9, 2017

    Continuo amando tudo que tem nesse blog!!
    Tenho certeza que você escolheu o caminho certo e que será muito muito feliz a cada dia!!!
    Parabéns!!!!

    Reply
    • boramorarfora on agosto 9, 2017

      Érica, você é incrível!
      Muito obrigada pelo suporte, é maravilhoso ver suas mensagens, sempre torcendo para que tudo dê certo!
      Estou te esperando pelo mundo.. Na torcida pela sua conquista!
      Um beijo enooorme em você e na sua família! =)

      Reply

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *