TOP
Bélgica Viajando Sozinho

“Como ser Au Pair na Bélgica – Parte II”

Como ser Au Pair na Bélgica

Na primeira parte da entrevista, Christine contou sobre sua trajetória como Au Pair na Bélgica. Hoje, ela fala um pouco sobre seu casamento com um Belga, os serviços por lá e como está lidando com as burocracias e a nova cultura do país.

Dá uma olhada no vídeo da na nossa entrevista abaixo:

 

CASAMENTO

CASANDO COM ESTRANGEIRO

Christine explica, que a decisão de se casar com um estrangeiro, se tornar expatriado por amor, tem que ser muito bem pensada. Relata que foram muitas noites mal dormidas para ter certeza se estava fazendo a escolha certa.

Ela diz, que ter tomado essa decisão a faz renunciar todo dia de sua cultura, de sua família, de seus amigos e, até mesmo, renunciar um pouco de tudo que já viveu até hoje.

“Todo dia eu faço uma renuncia.”

Christine conta que está reaprendendo tudo. Uma nova língua, uma nova burocracia, um novo lar, entre outros. Mas agradece por ter casado com um homem tão multicultural quanto ela. Christophe a deixa muito confortável e a ajuda sempre que pode. 

Hoje ela explica que está passando pelo momento da “carta laranja”, que são 6 meses que não pode sair da Bélgica. E conta que é super difícil as vezes, mas está lutando para ter calma e paciência, pois sabe que é uma fase.

“Só o amor não basta.”

Um assunto importante, abordado por Christine durante a entrevista, é que quando um estrangeiro casa com um Belga, é preciso ter um responsável monetário. No caso de Christine, Christophe teve que comprovar ganhar um salário mínimo, estipulado pelo governo, para manter os dois. Só a partir disso que foi possível pedir a residência para ela.

Segundo Christine, governo quer que o expatriado seja uma mão de obra barata. Que trabalhe em profissões que os Belgas não querem. Faxineira, garçonete, atendente, entre outros. Ela explica que não tem absolutamente nada contra esses serviços, mas pensa em um futuro mais estável e confortável.

Como ser Au Pair na Bélgica

INBURGERING

Após o processo do casamento, é obrigatório fazer o “inburgering“, que nada mais é do que um curso sobre a cultura belga. Ele tem a finalidade de integrar o estrangeiro a sociedade.

Christine conta, que fazer o curso é muito legal. Diz ser uma forma de estar em contato com pessoas de diversos lugares. Ela explica, que os refugiados também participam, e acha o máximo estar em contato com eles. Para ela, cada aula acaba sendo uma lição de vida.

PRÓXIMO PASSO

Durante o curso, perguntaram a ela se gostaria de estudar ou trabalhar. Neste momento, Christine optou por estudar e trocar o curso de holandês do Governo para o da Universidade de Gent. Assim que atingir um nível bom da língua, vai fazer um teste de proficiência para entrar em uma nova graduação na faculdade, caso não tenha história da arte.

Como optou por estudar, em paralelo ao curso de Holandês, o governo irá analisar toda sua trajetória de ensino, para chegar a conclusão do que será aproveitado para seu diploma na Bélgica. Como exemplo, Christine explicou como seria o processo de uma pessoa que tem Bacharel em Letras:

  1. Eles enviam o diploma do Brasil para as universidades que tem curso de Bacharel em Letras;
  2. As universidades analisam quais matérias cursadas no Brasil que também tem no curso da Bélgica.
  3. Eles indicam qual seria o seu diploma na Bélgica.
  4. Dão a opção de voltar a faculdade, sem necessidade de fazer 3 anos de Bacharel.
  5. Cursar mais dois anos e sair com o Mestrado de Letras.

Christine conta que quer buscar um emprego melhor lá na frente. Diz que enquanto não tem o domínio da língua, acaba conseguindo trabalho apenas no que eles chama de HORECA (hotel, restaurante e café). E como falou anteriormente, não pretende estar mais velha trabalhando nessas profissões.

Como ser Au Pair na Bélgica

 

ALUGUEL APARTAMENTO

Para alugar um apartamento na Bélgica há uma análise de crédito. Todos os interessados pelo apartamento mandam as análises e o locador escolhe quem tem o melhor perfil. Christine conta que, no início, chegaram a ver 15 apartamentos, mas não foram aceitos em nenhum.

Na segunda tentativa, ela conta que 3 locadores gostaram de seus perfis. Eles acabaram optando por um apartamento duplex no valor de EUR €670 por mês.

Como ser Au Pair na Bélgica

 

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Christine explica que, diferente do Brasil, na Bélgica há 4 opções de companhias de eletricidade. Hoje, eles usam a Eneco. Ela explica que Christophe já tinha um perfil nesta empresa, por isso acabaram optando em manter a conta por lá.

Em relação a companhia de água, eles usam a Farys, e explica que essa é a única alternativa. 

Christine conta que, as empresas de telecomunicações oferecem serviços como televisão por assinatura, acesso à internet e telefonia fixa. Quando alugou o apartamento, já vinha com internet e televisão a cabo da Telenet, incluídos no valor do aluguel.

Ela sente que os serviços são muito bons. E explica que diferente do Brasil, se há algum problema com o apartamento, liga-se para o “Land Lord” (mais ou menos um síndico) e não para o proprietário.

Como ser Au Pair na Bélgica

 

BANCO

Christine conta, que ao perder seu cartão, ligou para o banco pedindo para cancelar. Até ser atendida ficou quase uma hora em espera. Mas relata que eles foram super atenciosos e, mesmo sem ela pedir, enviaram outro cartão em 4 dias.

Ela explica que conseguiu abrir sua conta quando ainda era turista. Quando recebeu o cartão, precisou ir ao banco incluir os dados nacionais para poder habilitar. Endereço, registro (identidade), entre outros. Mas terá que atualizar seus dados quando estiver com sua residência permanente. 

Christine gosta muito dos serviços do KBC. Explica que não paga nada para ter o cartão e usufruir dos serviços do banco. Se saca dinheiro de caixas eletrônicos de outros bancos, paga por isso, mas o valor é muito baixo.

Ela ressaltou quatro serviços que para ela são muito bons:

  • Aplicativo no celular;
  • Sistema de débito que se chama “bancontact. Em compras online são geradas automaticamente um “QR code” na tela do computador. Basta capturar a imagem através do aplicativo para pagar. É simples e rápido;
  • Poder abrir diversas contas poupança. Apesar do rendimento da poupança ser baixo, ela explica que dá para abrir uma poupança de estudo, uma de viagem, entre outras.
  • Touch and Pay“. Em alguns estabelecimentos, basta encostar o cartão na máquina para pagar a conta. Não é necessário colocar senha. Ela explica que as vezes isso pode ser um perigo se roubarem o cartão, mas nunca aconteceu com ela.

“Eu sou fã de carteirinha do meu banco, que é o KBC”

Como ser Au Pair na Bélgica

 

DICA PARA QUEM QUER COMEÇAR AGORA ESSE SONHO

Christine explica que é importante saber o que a Au Pair quer fazer após o programa. Segundo ela, essa crise chega para todas. O importante é se organizar, pois há varias possibilidades:

  • Continuar como Au Pair na Bélgica: para quem fez apenas um ano de programa com a mesma família.
  • Continuar como Au Pair em outro país: ao fim do programa na Bélgica, é possível fazer o intercâmbio em outro país.
  • Estudar na Bélgica: Christine diz que o sistema de ensino superior é mais complicado. Lá, há a opção de fazer 3 anos de graduação, ou 5 anos e já sair da faculdade com o Mestrado.
  • Estudar em outro país: contou que vale a pena estudar em Portugal. Além de falar português é muito barato.
  • Casar: ela diz que essa não pode ser uma opção, se aparecer é bom, mas diz que não se deve gastar energia com isso. Mesmo quando se está apaixonada, ainda é uma decisão muito difícil.
  • Voltar para o Brasil

Christine propõe se Au Pair duas vezes. A primeira para curtir e viajar bastante pela Europa e a segunda para juntar dinheiro e poder financiar os estudos se quiser.

Ela explica que é possível juntar dinheiro. Os gastos são muito baixos e dependendo da relação com a família podem ser menores ainda.

Suas despesas ficavam em torno de EUR €250 por mês. Gastava mais ou menos EUR €30 com celular, EUR €30 com passagem para o curso e EUR €190 com ela (viagens, roupas, saidinhas, maquiagem, entre outros). Tentava economizar pelo menos EUR €200 por mês.

Como ser Au Pair na Bélgica

 

BEST SPOTS EM GENT

Christine deu quatro dicas sobre a cidade de Gent:

  • Gent Feesten: festival maravilhoso que acontece todo ano em meados de Julho. Tem shows, comida, bebida, palco latino, entre outros;
  • Gravensteen: o castelo que tem no meio da cidade;
  • Se tiver um tempo bom, comprar uma cerveja e sentar na beira do Graslei;
  • Comer Cuberdons. são doces com um formato de cone.
Como ser Au Pair na Bélgica

Gravensteen

 

Christine diz que, mesmo com todas as dificuldades, ter feito o programa de Au Pair foi a melhor coisa que aconteceu em sua vida. E você? Quando vai morar fora?

Se você curtiu, compartilhe nas redes sociais e marque seus amigos. =)

 

Para acessar a primeira parte da entrevista, clique aqui!
«
»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *