TOP
Argentina Viajando em Casal

“Morar na Argentina: país novo, vida nova 🍷🇦🇷”

Morar na Argentina: país novo, vida nova.

Nesta continuação do meu bate-papo com a Ana Laura, que, há 7 anos, foi morar em Buenos Aires, ela conta como morar na Argentina a motivou para iniciar uma nova jornada profissional

Ana fala também sobre os serviços e custos de viver por lá, além de explicar sobre seu novo projeto chamado My Next Wine.

Confira abaixo o vídeo da nossa entrevista sobre morar na Argentina:

Se preferir a leitura, abaixo todo o conteúdo e links da nossa conversa.

 

PAÍS NOVO, VIDA NOVA

Como Ana relatou na primeira parte da entrevista, ela teve que largar seu emprego no Brasil para acompanhar Fernando, seu marido, na mudança para um novo país.

DESCOBRINDO SUA PAIXÃO

Ana Laura conta que sempre foi uma grande fã de vinhos e queria conhecer mais sobre eles.

No entanto, ela sentia que não havia muito enfoque para este setor no Brasil. Além de ter medo de abrir mão da sua estabilidade financeira e investir em algo que não sabia se daria certo.

Em uma viagem para Toscana, na Itália, ela diz que ficou encantada com a cultura do vinho.

“Na Itália tem muita gente que vive isso desde pequeno… que trabalha nas vinícolas desde sempre.”

Segundo Ana, esta viagem despertou ainda mais sua admiração pela bebida e a vontade de ingressar nessa área.

“Eu quero ser Sommelier, não quero mais trabalhar atrás de um Excel”.  

Morar na Argentina: país novo, vida nova.

NOVO PROJETO DE VIDA

Neste novo cenário, em que Ana abriu mão do seu emprego por conta da mudança, ela diz que queria trabalhar com algo relacionado a sua paixão por vinhos.

Por isso, nada melhor do que morar na Argentina para iniciar uma especialização neste ramo.

“Estou morando no país que é o maior produtor de vinho da América Latina.”

Ela explica, que passou a ler bastante sobre o assunto e, em paralelo decidiu iniciar um curso de Sommelier.

ESTABELECENDO PRIORIDADES

No início, Ana conta que optou por estudar no período da noite. Segundo ela, a ideia era buscar um emprego durante o dia e tocar essa nova jornada em paralelo.

Porém, depois de muitas conversas com Fernando, que lhe deu todo apoio do mundo, ela resolveu se dedicar de corpo e alma aos estudos.

Ou seja, preferiu estudar no período da manhã para focar exclusivamente no seu aprendizado.

“Eu quero me dedicar, aprender mais, arrumar um trabalho relacionado a isso.”

 

MY NEXT WINE

Ana diz que, aos poucos, percebeu que muitos de seus amigos tinham interesse em entender melhor sobre vinhos.

Segundo ela, muitas pessoas não bebem porque pensam que é uma bebida muito cara e, até mesmo, por não entenderem do assunto.

Por essa razão, Ana resolveu iniciar um novo projeto que chamou de MY NEXT WINE (Meu Próximo Vinho – em português).

Por acreditar que o vinho é para todos, ela decidiu fazer um verdadeiro diário de seus estudos. Onde, hoje, ela divide seus aprendizados e trajetória para se tornar uma Sommelier.

Agora, Ana diz que conseguirá dividir com mais propriedade tudo o que aprender. Afinal, durante suas aulas, ela estará em contato direto com Sommeliers e Enólogos super renomados.

“Eu, realmente, quero quebrar essa barreira, desmistificar o vinho.”

Morar na Argentina: país novo, vida nova.

 

SERVIÇOS E PRODUTOS ARGENTINOS

Ana explica que os serviços na Argentina, em geral, são piores do que os do Brasil.

“Se a gente acha que no Brasil é ruim, aqui é pior.”

Só para exemplificar, ela relata que teve um problema com a TV a cabo e a empresa contratada demorou três semanas para resolve-lo.

Apesar de passar por alguns “perrengues”, ela conta que, na maioria das vezes, os serviços lá são mais baratos que os nossos.

LUZ

Ana conta que paga muito barato em energia na Argentina.

Para se ter uma ideia, ela relata que paga cerca de 300 pesos (equivalente a 40 reais) a cada dois meses.

Segundo Ana, apenas uma vez pagou 1.500 pesos, (equivalente a 230 reais) por dois meses. Mas, relaciona esse valor à época em que sua família foi visitá-la, quando eles passavam muito tempo dentro de casa com o ar condicionado ligado.

TELEFONIA

Ana conta que precisou apenas do passaporte para comprar um chip de celular da Claro.

Porém, por ser uma linha pós paga, ela explica que a empresa de telefonia deu um prazo de 3 meses para ela atualizar seus dados com o número da DNI (Documento Nacional de Identificação).

Segundo Ana, o plano custa apenas 80 reais e, por mês, ela tem direito a:

  • 4G de internet;
  • SMS ilimitado;
  • 1000 minutos de ligação;
  • ligações para claro são gratuitas;
  • pode utilizar seus 4G em 18 países das Américas.

Se quiser entender melhor como foi para adquirir a DNI e os seus prazos, clique aqui!

ELETRÔNICOS

Ana explica que, em geral, esse tipo de produto é bastante caro por conta da inflação no país.

Inclusive, devido ao valor, ela relata que levou sua televisão do Brasil. E indica a todos que estão indo para lá fazerem o mesmo.

No entanto, não é todo tipo de eletrônico que é possível conectar às tomadas argentinas.

Segundo ela, a energia por lá funciona a 220V, enquanto no Brasil funciona a 110V. Por isso, antes de comprar ou sair levando eletrônicos para Argentina, é importante conferir se eles são compatíveis.

Itens, como os que estão abaixo, Ana explica que não dá para levar do Brasil para lá.

  • Máquina de lavar roupa;
  • Geladeira;

“Tem que ter isso em mente quando vier para cá.”

UBER

Ana diz que usa muito o aplicativo da UBER por lá.

Mas, informa que eles não aceitam pagamento em cartão de crédito, apenas em dinheiro.

Quando está sem dinheiro, ela conta que utiliza o cartão de crédito do Brasil para pagar as corridas.

“Eles são desconfiados com essa questão do dinheiro.”

 

BENEFÍCIOS DE MORAR NA ARGENTINA

Apesar de os serviços Argentinos serem ruins e burocráticos, Ana explica que morar por lá ainda é melhor do que viver no Brasil.

Abaixo, Ana cita alguns benefícios da vida em Buenos Aires:

  • Os níveis de criminalidade e violência são muito menores do que no Rio de Janeiro;
  • Sistema de transporte é bom.
  • Há muitos parques, o que possibilita o contato com a natureza mesmo estando em uma cidade grande.

Ou seja, para ela, a qualidade de vida por lá é melhor comparada a que tinha no Brasil.

“No final, a gente está muito feliz e não pensa em voltar para o Brasil agora.”

Morar na Argentina: país novo, vida nova.

DICAS PARA BRASILEIROS QUE QUEREM MORAR NA ARGENTINA

Ana dá duas dicas importantes para quem está pensando em morar na Argentina.

SOLICITAR O DNI

Segundo ela, o ideal é dar entrada no processo do DNI assim que você chegar por lá.

Ana diz que o processo leva um tempo e sem o documento você não consegue:

  • Ter um cartão de crédito;
  • Fazer transferência bancária;
  • Fazer compras online.

Por isso, ela indica ir ao departamento de “Migraciones”, resolver essa pendência o mais rápido possível.

IR COM DINHEIRO

Como estava sem a DNI no início, Ana conta que usou muito o cartão de crédito do Brasil para sacar dinheiro. Porém, essa não é a melhor opção devido às taxas incorridas nas transações.

Por isso, Ana aconselha ir com dinheiro, mesmo que seja para trocar nas casas de câmbio de lá.

“Isso já é uma grande ajuda.”

BEST SPOTS EM BUENOS AIRES

Ana fala que existem muitos “best spots” pela cidade. Mas, suas preferências são os barzinhos temáticos com cervejas artesanais e um bom restaurante.

Abaixo, ela cita alguns de seus lugares favoritos em Buenos Aires.

  • Restaurante La brigada: ela diz que a carne é tão macia que eles cortam com a colher;
  • Parques de Palermo: segundo ela, todos os parques da cidade são maravilhosos e vale a pena a visita;
  • Cadeia de restaurantes em baixo do trilho do trem: Ana explica que é um local bem diferente e, inclusive, dá pra sentir tudo tremer quando o trem passa por cima.

 

Ana Laura foi morar na Argentina e diz que não pretende voltar para o Brasil. E você? Já pensou em se mudar para Argentina?

Gostou da entrevista? Então, fica de olho no Bora Morar Fora, pois muitas novidades vão vir por aí. Vai lá, curta a nossa página do Bora Morar Fora no Facebook e se inscrever no Canal do Youtube para ser avisado sempre que as novidades saírem. =)


Se identificou com a Ana? Abaixo todos os links para suas redes sociais


:: Artigo escrito em colaboração com Wéverton Rodrigues ::

Tags:     

«
»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *