TOP
Canadá Viajando em Casal Viajando em Família

“Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

A entrevista de hoje é com Dimitri Kozma. Ele, que há 8 anos foi morar no Canadá e criou, junto com sua mulher, Fabiana, o canal Canadá Diário no Youtube, conta para a gente como é a vida de uma família por lá.

Dimitri fala sobre:

  • Seu processo de imigração;
  • As principais dificuldades de um imigrante;
  • O papel do emprego na adaptação a cultura de um novo país;
  • Como são os serviços canadenses;
  • Como foi ter filhos no Canadá;
  • A vida social de um casal estrangeiro no Canadá;
  • E muito mais

Dá uma olhada no vídeo da na nossa entrevista abaixo:

 

POR QUE MORAR NO CANADA?

Apesar de ter uma vida tranquila e boa no Brasil, Dimitri e sua mulher, Fabiana, tinham o sonho de vivenciar uma experiência de morar no exterior.

Alguns fatores o fizeram optar pelo Canadá, os principais foram:

  • as chances de sucesso, no processo de imigração para este país, eram grandes;
  • ter ouvido tão bem a respeito de lá, por conhecidos que haviam imigrado anteriormente.

 

COMO FOI O PROCESSO ATÉ CHEGAR NO CANADÁ?

Dimitri conta, que o processo foi demorado. Do dia em que decidiu ir para o Canadá, até o dia que efetivamente embarcou, demorou mais ou menos 2 anos.

Ele explica que, hoje em dia, o processo mudou bastante. Na época em que aplicou para residente, conseguir o visto era mais “garantido”.

“Se você entrasse com o processo e fizesse tudo direitinho, você conseguiria o visto de residente permanente.”

Hoje, Dimitri diz, que o Canadá fechou um pouco as portas.

Antes, havia uma lista mais abrangente de profissões aceitas para entrar com o processo da residência. Devido a quantidade de imigrantes, eles a restringiram um pouco.

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

ALGUNS REQUISITOS

Segundo Dimitri, para aplicar para esse tipo de visto é necessário cumprir muitos pré requisitos. Abaixo, alguns dados que são analisados pelo governo para fazer o processo:

  • Proficiência no inglês: dependendo do tipo de visto, é necessário atingir uma nota específica no TOEFL ou no IELTS para comprovar o nível do inglês;
  • Exames médicos: para comprovar um bom estado de saúde;
  • Verificação profissional;
  • Verificação de antecedentes criminais;

Devido a burocracia e a quantidade de informações requeridas pelo governo, o processo acaba sendo um pouco longo e demorado.

DICA PARA QUEM TEM VONTADE DE MORAR NO CANADÁ

Dimitri aconselha, a quem quer estiver pensando em imigrar para o Canadá, não esperar muito.

O futuro, sobre o que vai acontecer com a legislação é incerto. Não se sabe se a burocracia vai melhorar ou piorar de hoje para amanhã.

O ideal, em sua opinião, é se planejar para fazer o processo com as oportunidades que se têm no momento.

“Ainda é possível, mas tem seus detalhes para serem feitos.”

AUXÍLIO A IMIGRANTES

Dimitri diz, que quando chegou ao Canadá, o governo oferecia alguns cursos para recolocação profissional.

Hoje, o governo continua oferencendo esses cursos GRATUITAMENTE para novos imigrantes, através do programa OSLT (Occupation-specific Language Training), com aulas de inglês específicas para diversas áreas. Algumas delas são:

  • Negócios;
  • Saúde;
  • Tecnologia;
  • Educação;
  • Segurança;

Se quiser saber, como e onde esses serviços são oferecido, basta entrar no site do OSLT.

É possível encontrar esses cursos em diversas regiões do Canadá. Abaixo, um vídeo em inglês explicando sobre como funciona o programa em Ontário:

MORANDO FORA

Há 8 anos, quando Dimitri e Fabiana chegaram ao Canadá, não haviam muitas informações para imigrantes brasileiros na internet.

Não havia, no Youtube, um canal onde as pessoas pudessem compreender como era a vida por lá.

Foi através dessa dificuldade, e querendo mostrar um pouco das suas experiências para sua família no Brasil, que ele teve a ideia começar a gravar sua vida fora.

CANADÁ DIÁRIO

Apaixonado por filmagens e edição de vídeos, Dimitri documentou todo seu processo de ida para o Canadá e, hoje, faz de sua vida fora um verdadeiro “Reality Show”.

Ele e Fabiana, desejavam que as pessoas tivessem o que eles não tiveram, acesso a um conteúdo cheio de informações úteis e fiáveis sobre a vida no Canadá.

“A gente gostaria de ter tido isso.”

Foi a partir desta vontade, que criaram o “Canadá Diário. Um canal, que relata as aventuras de uma família brasileira no Canadá, com muita informação, humor e diversas dicas locais para quem está indo morar e até mesmo passear nesta terrinha!

Um dos pioneiros no Youtube em informações sobre o Canadá para brasileiros, Dimitri conta, que não tinha grandes pretenções ao criar o canal, mas ficou muito feliz com a dimensão que o projeto tomou.

Hoje, ele busca diariamente profissionalizar o “Canadá Diário“, para que as pessoas tenham acesso a informações de qualidade.

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

MAIORES DIFICULDADES

Além da dificuldade para encontrar informações sobre a vida de brasileiros no Canadá, Dimitri relatou seus principais obstáculos ao iniciar sua vida em um novo país.

RENASCER

Dimitri explica que, no início, foi necessário reaprender muita coisa.

Ele dá como exemplo, andar de ônibus. Parece tão simples, mas quando se chega em um novo país você precisa saber:

  • onde comprar o bilhete da passagem;
  • saber se é necessário ter um cartão de transporte;
  • que ônibus pegar;
  • onde fica o ponto de ônibus mais próximo;
  • a quem perguntar isso tudo.

Segundo Dimitri, dá um certo frio na barriga e os questionamentos sobre ter mudado de país, começam a aparecer.

MONTANHA-RUSSA

Ele explica, que a curva do imigrante é uma montanha-russa:

  • momentos de alegria extrema: ao descobrir um lugar novo, ao ver algo diferente;
  • E momentos de “deprê“: como quando chega o natal e você se vê sozinho em casa.

O principal, na opinião dele, é reconhecer que esses momentos vão surgir e que eles vão passar.

“Vai bater aquele sentimento de: fiz besteira, não deveria ter vindo para cá”

Um dos maiores erros que as pessoas comentem, na opinião dele, é voltar ao Brasil quando estão em “momentos de deprê”.

Dimitri explica que, eles vão sumir com o tempo, e se você já estiver no Brasil quando isso acontecer, têm grandes chances de bater “aquele” arrependimento por ter deixado passar uma oportunidade de viver com dignidade e segurança em outro país.

Ele aconselha, a ser forte e lutar contra esse sentimento até você subir e retornar ao ao topo da montanha russa.

Para acalmar aqueles que estão indo morar no Canadá e estão saindo de suas zonas de conforto, Dimitri conta, que a monta-russa não dura a vida inteira, é apenas uma fase.

Hoje, Dimitri conta que já não está mais na montanha-russa. Em um certo momento você já está estabilizado e não encontra essa dificuldade, pois reaprender já não é mais necessário, você já começa a se sentir em casa.

“É um esforço, é difícil, mas vale a pena.”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

DICAS PARA AJUDAR COM AS DIFICULDADES

Não Largue tudo

Quando saiu do Brasil, Dimitri conta, que não saiu vendendo e fechando tudo o que tinha para recomeçar do zero em outro país.

  • Não vendeu a casa;
  • Não vendeu os móveis;
  • Não fechou sua empresa.

Ele aconselha, quem puder, a também não abrir mão de tudo o que tem no Brasil. Pois, segundo Dimitri, dá um certo conforto saber que se alguma coisa der errado, você terá algo te esperando por lá.

“Se não der certo, simplesmente foi uma experiência interessante e voltamos.”

Dica para casais

Para Dimitri, quando se toma a decisão de viajar em casal, o ideal é que os dois tenham os mesmos objetivos e interesses. Caso contrário, a vida fora pode gerar frustração para um dos lados.

“Eu conheço um casal que se separou por conta disso.”

Segundo ele, optar por morar fora não é simples, na verdade é bem difícil. Mas, explica que colocando na balança, há mais coisas boas do que ruim.

 

EMPREGO

Apesar de ter negócios no Brasil, Dimitri trabalhou um período em algumas empresas no Canadá. Uma delas foi a Ubisoft, uma empresa de “games”.

Segundo ele, ter uma experiência de trabalho em outro país, é importante para se inserir a nova cultura.

MERCADO DE TRABALHO

Logo que chegaram, ele a Fabiana não tiveram dificuldade para encontrar emprego.

Mas, explica que cada caso é um caso.

Dimitri conta, que conhece pessoas que já vieram empregados do Brasil e, outras que estão há um ano no Canadá e ainda não conseguiram arranjar nada.

Para ele, depende muito do que a pessoa quer.

Muitas vezes as pessoas chegam no Canadá querendo exercer o mesmo cargo e posição que tinham no Brasil. Dimitri explica, que talvez a pessoa possa encontrar uma certa dificuldade, pois no canadá eles prezam pela “experiência canadense”.

A “experiência canadense”, nada mais é, do que o tempo de trabalho que um profissional teve no Canadá. Um brasileiro que está chegando agora por lá, mesmo que seja diretor de uma multinacional, não teve nenhuma “experiência canadense”

Como dica, Dimitri fala que é mais fácil começar de baixo e ir conquistando a posição que almeja aos poucos.

 

SERVIÇOS CANADENSES

Colocando na balança, Dimitri gosta dos serviços no Canadá. Mas, como tudo nessa vida, têm sua parte boa e sua parte ruim.

SERVIÇO BEM RUIM

Segundo ele, assim como no Brasil, os serviços de telemarketing chegam a ser insuportáveis. E, exemplifica dizendo que foi muito ruim o atendimento quando quis cancelar um pacote de internet.

SERVIÇO BEM BOM

Para Dimitri, a melhor parte do serviço no Canadá, é a opção de se arrepender de uma compra e ter o dinheiro de volta. Ele explica que, quando se compra um produto por lá e depois se arrepende, você pode voltar a loja que eles te devolvem todo o seu investimento.

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

 

TER FILHOS NO CANADÁ

Hoje, Dimitri e Fabiana têm 2 filhos. Eric, de 7 anos, e Lorena, de 3 anos. 

Ele conta que, ter filhos sempre fez parte dos planos do casal. Mas, como estavam indo para um novo país, decidiram postergar esse outro projeto por, pelo menos, 1 ano.

Antes de aumentar a família, eles queriam ter uma certa estabilidade. Queriam ter um emprego no Canadá e estar mais adaptados a nova cultura.

“Um ano, é o tempo suficiente para você saber se você gostou mesmo daquele país ou não. Saber se você têm algumas restrições.”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

SAÚDE PÚBLICA

Dimitri explica, que não sabe como é ter filhos no Brasil. Mas, por ter amigos e familiares que já tiveram, é possível fazer uma comparação.

Ele diz que, toda a gestação e o parto de seus dois filhos foi muito bem acompanhado pelo hospital e pela equipe médica. Relata, que o Canadense tem uma mentalidade diferente em relação a cesariana.

Segundo ele, no Canadá, não existe essa industria de cesariana. Onde os médicos tentam, a todo momento, induzir o parto para que seja feita a cesária.

“o canadense incentiva ao máximo parto normal, mas ele não é obrigatório.”

As mulheres que querem fazer cesariana, não precisam ter medo. O parto normal não é obrigatório. Se a mulher quiser fazer a cesariana, não há discussão, eles imediatamente aceitam a exigência da família.

Relacionado as duas gestação da Fabiana, Dimitri diz que, não tem do que reclamar a respeito do hospital e dos médicos.

DESVANTAGENS

Como todo sistema de saúde, Dimitri diz, que o do canadá também tem suas limitações. Abaixo, algumas citadas por ele:

Médico de família

Independente do tipo de problema, antes de ir a um especialista, é preciso se consultar com um “médico de família”. Ele é como um clínico geral no Brasil. Mas, por lá, Dimitri fala que o atendimento é muito superficial e, por isso, geralmente, não se sente satisfeito com a consulta.

Antes remediar, do que prevenir

Dimitri, diz ter sensação de que os canadenses preferem remediar ao invés de prevenir.

No Brasil, quando os médicos sabem que uma pessoa tem histórico de câncer na família, eles prescrevem exames periódicos, para controlar a saúde do paciente caso algo apareça.

Já no Canadá, é preciso ir antes a um “médico de família”, que pode, ou não, te encaminhar a um especialista no tipo de câncer que você quer avaliar. Para marcar este especialista, demora mais ou menos 6 meses. E, quando se é atendido, ele ainda irá analisar se há necessidade ou não de fazer o exame.

“Por não ser uma emergência, eles têm essa questão de empurrar com a barriga.”

 

CRIANDO FILHOS EM UMA NOVA CULTURA

Dimitri conta que, a regra dentro de casa é falar apenas em português.

Para ele e Fabiana, é fundamental que as crianças mantenham suas raízes. Por isso, eles ensinam bastante sobre cultura brasileira.

  • escutam músicas brasileiras;
  • contam sobre a história do Brasil;
  • entre outros.

Disse para a gente que, Lorena acaba de iniciar na escolinha e ainda não fala uma palavra de inglês.

Segundo Dimitri, apesar de nenhum amiguinho e professor conseguirem entende-la, isso não é uma preocupação. Ele sabe que, assim como Eric, ela vai pegar rápido.

“Para nós, é muito importante manter as raízes brasileiras.”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

GASTOS

Dimitri diz, que paga impostos altos no Canadá, mas, diferente do Brasil, vê que o dinheiro é aplicado nos serviços públicos como: transporte, saúde e segurança.

“A gente consegue andar na rua tranquilamente, e sente que esses impostos estão sendo bem aplicados.”

De maneira geral, Dimitri sente que no Canadá se gasta muito menos do que aqui, no Brasil.

Brinca, dizendo que para ter filhos aqui é necessário ser milionário. Pois, a escola e o plano de saúde, que no Canadá é de graça, no Brasil, os preços são exorbitantes.

No Canadá, Dimitri diz que é possível viver com dignidade ganhando apenas o básico. E, reforça, falando que se vive bem e com conforto.

“Não falta nada para família.”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

SEGURANÇA

Dimitri conta, que teria pavor de ter filhos no Brasil devido a violência.

Ele explica que, no Canadá, percebeu como é viver em segurança. Com a sensação, de sair de casa sem medo de ser assaltado ou, até mesmo, de não voltar.

Infelizmente, quando esteve no Brasil com sua mulher e filhos, teve mais uma prova da insegurança. Mas, graças a deus, conseguiu evitar a situação e voltou, em segurança, ao Canadá.

“Eu sinto, que no Brasil, as pessoas se acostumaram com a violência, pois é a única forma de sobreviver.”

 

VIDA SOCIAL

Dimitri explica que, muitas vezes a amizade inicial é com imigrantes que estão passando pela mesma situação.

“Que estão em uma condição meio que parecida com a sua”

Segundo ele, há meios de fazer amizades com canadenses, mas não é o mais fácil.

Para entender essa dificuldade, Dimitri sugere se colocar no lugar do canadense. Olhar para sua vida e pensar, qual o seu ciclo de amizade hoje no Brasil. Provavelmente, são amigos que já vem de longa data.

Ele explica que, o mesmo acontece por lá. Por isso, é mais comum fazer amizades com imigrantes, que estão compartilhando a mesma situação.

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

BEST SPOTS EM VANCOUVER

Apesar de não aconselhar o inverno canadense devido ao frio, Dimitri diz que, para quem quer esquiar e ver neve, há varias montanhas belíssimas por lá.

Segundo ele, o cenário é tão incrível, que parece de mentira.

Como sugestão, ele indica subir a Gross Mountain e ir a Whistler, que é uma cidade próxima, que parece um sonho.

Já no Verão, ele diz ter inúmeros lugares, mas destacou o parque Capilano Suspension Bridge, que tem várias pontes suspensas e foi cenário do filme “Indiana Jones”

Morar no Canadá: processo, dificuldades, emprego e muito mais!

Dimitri se planejou e realizou seu sonho de morar no Canadá. Hoje, 8 anos depois, conquistou seu espaço e vive junto a sua família com muito mais segurança. E você? Quando colocará seu sonho em prática?

Gostou da entrevista sobre morar no Canadá? Fica de olho através das redes sociais do Bora Morar Fora porque vem mais por ai. Basta curtir a página do Bora Morar Fora no Facebook e se inscrever no Canal do Youtube para ser avisado assim que sairem as novidades.

E não se esqueça! Eu ainda ofereço um e-book GRATUITO sobre “Os 7 maiores mitos que te impedem de ir morar fora“, clique aqui para baixar o seu!

Tags:       

«
»

4 COMMENTS

  • Dimitri Kozma on novembro 9, 2017

    Obrigado pela entrevista, Taissa. Gostei bastante de participar.
    Precisando da gente, estamos à disposição. 🙂

    Reply
    • boramorarfora on novembro 9, 2017

      Obrigada a você Dimitri, pela simpatia e disposição em ajudar pessoas com informações relevantes sobre morar no canadá.
      Foi um prazer recebe-lo no canal.
      Beijos enormes, Taíssa

      Reply
  • pendentes em aluminio on novembro 9, 2017

    Obrigado…Eu amo seu post obrigado.

    Reply
    • boramorarfora on novembro 9, 2017

      Olá Guity! Fico muito feliz com o seu comentário, muito obrigada! =)

      Reply

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *