TOP
BFS Portugal Bora Falar Sério

“NEGÓCIOS EM PORTUGAL: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER 🇵🇹💰”

NEGÓCIOS EM PORTUGAL: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

:: Parceiro Bora morar Fora ::

O “Bora Falar Sério” de hoje é com o Gustavo da Strobel e Santos. Ele, que já explicou “tim tim” por “tim tim” a respeito de vistos que dão residência para brasileiros morarem em Portugal, está aqui hoje para falar com propriedade tudo o que você precisa saber sobre negócios em Portugal.

Confira abaixo o vídeo na integra do nosso bate-papo:

Se preferir a leitura, abaixo todo o conteúdo e links da nossa conversa.

 

CENÁRIO PORTUGUÊS

Gustavo explica que ainda há espaço para novos negócios em Portugal. No entanto, em relação ao Brasil, existem algumas diferenças de mercado que devem ser levadas em consideração:

  • a burocracia portuguesa é ainda maior do que a brasileira;
  • alguns portugueses são receosos com estrangeiros;
  • haverá barreiras culturais a serem superadas;

Antes de tomar qualquer decisão, ele indica estudar as particularidades do seu nicho de mercado.

“Tem que ter um pouco de cautela “

 

CARACTERÍSTICA DE CONSUMO DO PORTUGUÊS

Gustavo explica que o europeu é o oposto do brasileiro.

Ao contrário de nós, que temos uma economia voltada para o consumismo, o público europeu é mais econômico e não tem o costume de gastar com supérfluos.

Como exemplo, Gustavo conta que já ouviu casos de portugueses que iam a pé para o trabalho, apenas para não gastar com transporte.

“E, essas mesmas pessoas, levavam somente uma banana para almoçar.”

Por isso, ele informa aos empreendedores de plantão, que muitos produtos comercializados no Brasil não fariam o mesmo sucesso em Portugal.

No entanto, isso não é uma regra. Segundo Gustavo, se o seu produto for voltado para turistas, ai é uma outra história.

Em uma outra entrevista que fiz com a Michelle, ela descreve o português de forma muito similar ao Gustavo. E, ainda, relaciona o motivo desse comportamento de consumo às guerras enfrentadas pelo povo europeu. Para quem quer saber mais sobre esse assunto, vale dar uma conferida clicando aqui!

DICAS IMPORTANTES PARA NOVOS NEGÓCIOS EM PORTUGAL

TER UMA REFERÊNCIA

Como Gustavo comentou anteriormente, ser um estrangeiro em Portugal pode ser uma barreira para os negócios.

Segundo ele, os portugueses se sentem mais confortáveis e dão mais credibilidade a negociação quando estão lidando com uma pessoa local.

Por isso, se você não conhece alguém que possa ser uma referencia e te ajudar em uma negociação por lá, ele indica contratar um português para ser seu intermediário.

Apesar de parecer um pequeno detalhe, Gustavo explica que isso pode fazer uma grande diferença.

FAÇA UM “TEST LIFE”

Para Gustavo, a melhor forma de conhecer sobre a realidade de um país é indo para lá. Ou seja, fazer um “test life”. Experimentar Portugal para entender se é isso mesmo o que você quer, antes de fazer qualquer investimento.

Por isso, ele indica ir a turismo para o país, porém, analisá-lo com outros olhos:

  • estude os locais por onde passa;
  • visite um ponto comercial e tente negociar – apenas como um teste;
  • converse com brasileiros que abriam algo similar ao que você pretende abrir;
  • converse com portugueses;

Segundo Gustavo, você só conseguirá entender como funciona a dinâmica do país indo para lá.

ATENÇÃO AS FRANQUIAS

Ele percebe que muitos brasileiros desejam ter uma franquia europeia. Porém, explica que isso não é tão simples como parece.

Para quem tem interesse em empreender desta forma, ele indica fortemente falar com franqueados e não apenas com os franqueadores. Pois, muitas vezes, o franqueador apresenta uma realidade distorcida.

Segundo Gustavo, nada melhor do que falar quem alguém que já está lidando com a realidade de ser um franqueado deste negócio.

Apesar de tudo depender do tipo de negociação, ele indica também, se resguardar colocando como cláusula contratual para que o franqueador te ajude a revender a franquia caso os resultados não sejam os relatados por ele.

FIQUE ATENTO!

Gustavo explica que, não é porque você está na Europa que tudo vai funcionar maravilhosamente bem.

Segundo ele, por já ter empreendido em diversos negócios em Portugal, vivenciou muitos “perrengues” ao longo desta trajetória:

  • conflito de informações: diferentes funcionários do mesmo orgão público passaram informações distintas por não saberem ao certo sobre detalhes de processos.
  • já foi enganado: pessoas e profissionais locais tentaram tirar vantagens por achar que ele não entendia a respeito legislação portuguesa.

Por isso, Gustavo relata que a melhor forma de evitar situações como estas é ter bons profissionais ao seu redor para te suporte com a parte burocrática.

ESTUDAR EMPREENDEDORISMO

Gustavo recomenda estudar empreendedorismo antes de abrir um negócio.

Ele explica que, por mais que você queira iniciar uma empresa em Portugal apenas para ganhar o visto, você vai precisar lidar com:

  • impostos para pagar;
  • terá que contratar um contador – e o serviço não é barato;
  • fazer o imposto de renda;
  • entre outros;

Por isso, ele sugere construir um planejamento e criar uma boa estratégia para o seu negócio.

O QUE DÁ CERTO EM PORTUGAL HOJE?

Segundo Gustavo, atualmente, alugar quartos para casais é um bom negócio por lá.

O número de pessoas indo morar e visitar o país aumento muito e, com isso, a demanda por um local para ficar. Porém, ele explica que muitos destes locais aceitam apenas homens ou apenas mulheres.

“Tinha muito anúncio assim: quartos para alugar pra moços, quartos para alugar para raparigas… Mas nem tantos para casais”.

Analisando o cenário atual, em sua opinião, o melhor a fazer é alugar um local e sublocar os quartos para casais.

Gustavo complementa ainda que o investimento vai depender do montante que você tem e está disposto a colocar no negócio:

  • Investimento baixo: alugar uma casa e sublocar os quartos
  • Investimento moderado: alugar um prédio e, também, sublocar apartamentos e quartos.

Porém MUITO CUIDADO! Antes de fechar qualquer contrato, ele reforça a necessidade de se certificar que o local que está sendo alugado permite sublocar para outras pessoas.

Ou seja, antes de fechar qualquer negócio, é importante checar o direito de sublocação com o proprietário.

Para quem tem a possibilidade de fazer um investimento maior, Gustavo sugere comprar um prédio e reformar. Porém, ressalta que a idéia é reformar para ALUGAR e não para revender.

Segundo ele, existem apartamentos prontos para venda há 10 anos, mas ninguém compra devido a dificuldade de conseguir um financiamento em por lá. Já em relação ao aluguel, há muita procura e pouca oferta.

“Se você conseguir alugar ou comprar um imóvel para sublocar para casais você lota aquilo!”

COMO A STROBEL E SANTOS PODE TE AJUDAR?

Strobel & Santos é uma equipe de consultores, contadores e advogados especializada em ajudar brasileiros com diversos serviços relacionados a morar em Portugal.

Entre eles estão:

  • Tirar vistos que concedem a residência – como é o caso dos vistos Gold e D2 para investidores.
  • Assistência para abertura empresas – incluindo plano de negócios;
  • Orientação contábil e Fiscal em Portugal;
  • Obtenção da cidadania;

Hoje, se você seguir todas as orientações da equipe, eles garantem que você conseguirá o visto. Caso contrário, te devolvem 100% do valor investido com o escritório.

Gustavo conta, que a empresa mantém um percentual de 98% de aprovação para os vistos Gold, D2 e D7. Só não é 100% devido a alguns fatores humanos. Pois, com a documentação toda correta, depende apenas do funcionário do consulado dar a aprovação ou não.

Por isso, se você estiver precisando “daquela ajudinha”, entre em contato com a empresa para analisar suas possibilidades:

  • E-mail: geral@strobelesantos.com.pt
  • WhasApp: +351 910 633 202
  • Telefone: +55 41 3077-0928

E, ao falar o código “BORA MORAR FORA” você GANHA 10% DE DESCONTO na entrevista inicial.

Gostou da entrevista? Então, fica de olho no Bora Morar Fora, pois muitas novidades vão vir por aí. Vai lá, curta a nossa página do Bora Morar Fora no Facebook e se inscrever no Canal do Youtube para ser avisado sempre que as novidades saírem. =)

:: Artigo escrito em colaboração com Wéverton Rodrigues ::

Tags:      

«
»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *